Ser intérprete é… / Being an interpreter is…

Helena Wergles preparando um glossário para evento de tradução simultânea em lan house

Helena Wergles preparando um glossário para evento de tradução simultânea em lan-house: empenho em primeiro lugar!

Ser intérprete em tempos de correria é isso aí ao lado: passar duas horas e meia em uma lan-house montando um glossário entre um compromisso e outro. Eventos com terminologia muito específica (neste caso, médica) exigem o máximo de preparação possível, e essas duas horas e meia na lan-house, somadas a outras cinco em um espaço de coworking foram preciosas horas investidas para garantir qualidade.

 

Being an interpreter in busy times looks a bit like what you see on this picture: between one appointment and the next, I had to spend two and a half hours in a cyber café so as to put together a glossary for an event which had very specific terminology (in this case, it was a medical event). Events with specific terminology require as much preparation as possible, and those 2h30 at the cyber café and another 5h spent at a coworking space were precious hours invested in order to ensure quality.

HW-sitelogo-06

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *